Uncategorized

(U)

“Alors tu vois, comme tout se mêle
Et du coeur à tes levres, je deviens un casse-tête
Ton rire me crit, de te lâcher 
Avant de perdre prise, et d’abandonner

Car je ne t’en demanderai jamais autant
Déjà que tu me traites, comme un grand enfant
et nous n’avons plus rien à risquer
A part nos vies qu’on laisse de coté…”

Anúncios

Um comentário em “(U)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s